Eventos Culturais

Importante plataforma cultural, o Palácio Cadaval tem promovido e acolhido, ao longo dos últimos anos, diversas manifestações artísticas que enriquecem a programação da cidade e do país. Um vasto público percorre anualmente as salas do edifício, assistindo a exposições e eventos que tocam diferentes facetas culturais. Pela sua herança histórica, o Palácio Cadaval acolhe também, pontualmente, grupos corais e musicais nacionais e internacionais para atuações abertas ao público, solistas e grupos musicais e exposições de arte – pintura, escultura e fotografia.

Festival / Exposição • 2018

Évora África African Passions

Ver galeria

Numa programação rica de três meses, o Festival Évora África apresentou a maior exposição de arte contemporânea africana em Portugal, com a curadoria do famoso comissário André Magnin. Co-financiado pelo Portugal 2020, o festival levou até ao Palácio Cadaval grandes nomes da cena mundial como Esther Mahlangu, Romuald Hazoumè, Cheri Samba, Amadou Sanogo, JP Mika, só para enumerar alguns dos artistas africanos presentes. O Festival incluiu também uma programação musical rica e sem precedentes.

Évora África African Passions

African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
African Passions
EXPOSIÇÃO • 2017

Agatha Ruiz
de la Prada

Ver galeria

Vinte criações de Agatha Ruiz de la Prada conviveram lado a lado com a coleção do Palácio Cadaval numa exposição intitulada Espetacular. A História e o mundo de fantasia contemporâneo da estilista espanhola cruzaram-se numa mostra imprevisível e surpreendente.

Agatha Ruiz
de la Prada

Agatha Ruiz de la Prada
Agatha Ruiz de la Prada
Agatha Ruiz de la Prada
Agatha Ruiz de la Prada
Agatha Ruiz de la Prada
Agatha Ruiz de la Prada
EXPOSIÇÃO • 2015

Dá Licença

Mauro Pinto

Ver galeria

Dá Licença apresentou-se como a primeira exposição de Mauro Pinto em Évora. Mauro Pinto nasceu em Maputo, onde vive e trabalha, e desde 2000 participa em exposições individuais e coletivas em vários países. Nesta série “Dá licença”, o artista perpetua a luz, a atmosfera e o estado de casas comuns do bairro da Mafalala, um bairro mítico de Maputo, berço de poetas, desportistas e políticos.

Dá Licença

Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Mauro Pinto
Exposicão • 2015

Vestidos de Noiva Inesquecíveis

Ver galeria

A exposição Vestidos de Noivas Inesquecíveis, comissariada por Hubert de Givenchy, contou com peças das grandes casas da moda internacional como Balenciaga, Carolina Herrera, Dior, Philippe Venet, YSL e Givenchy. A igreja de São João Evangelista foi o palco de uma exposição memorável.

Vestidos de Noiva Inesquecíveis

Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
Vestidos de Noiva Inesquecíveis
FESTIVAL • 2013–2014

Músicas Sagradas de Évora

Ver galeria

As expressões da música e da cultura tradicional e sagrada da Índia, do Médio Oriente e do Mediterrâneo manifestaram-se de forma ímpar no Festival de Músicas Sagradas de Évora. A iniciativa sublinhou ainda a importância da dança como uma disciplina capaz de aproximar diferentes públicos.

Músicas Sagradas de Évora

Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
Músicas Sagradas de Évora
FESTIVAL • 2004–2013

Os
Orientais

Ver galeria

Os Orientais celebrou a expressão da música clássica do Oriente com o Diretor Artístico Alain Weber, o nome maior da música sacra mundial e, atualmente, à frente do Festival de Fez e do Festival World Sacred Spirit, na Índia. O Festival Os Orientais trouxe pela primeira vez a música sacra do Oriente para Portugal, transformando-se numa plataforma valiosa na preservação de um património intangível e em risco de extinção.

Os
Orientais

Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
Os Orientais
FESTIVAL • 1998–2004

Évora Clássica

Ver galeria

Realizado em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian, o Festival Évora Clássica trouxe até à cidade a grandiosidade do coro e orquestra da Fundação, bem como o trabalho exímio de músicos convidados. Os espetáculos estenderam-se pelo Palácio Cadaval, Jardim do Paço e Igreja dos Loios.

Évora Clássica

Évora Clássica
Évora Clássica
Évora Clássica
Évora Clássica